17. Atividade internacional


Em defesa dos interesses nacionais, a ANACOM prosseguiu em 2016 uma atividade internacional que visou, entre outros objetivos, participar ativamente no desenvolvimento do mercado interno da UE.

A representação internacional da ANACOM desenvolveu-se em duas vertentes, por um lado, a representação internacional em nome próprio (representação dita técnica) e, por outro lado, a representação do Estado Português.